home Artigos, Blog Os 10 Passos Para o Sucesso da Migração Para o Digital

Os 10 Passos Para o Sucesso da Migração Para o Digital

Quando a necessidade de migração bater à porta, você sabe quais os passos do sucesso para o sistema de radiocomunicação digital?

Mudar pode ser bom e útil para as empresas e, até necessário, de acordo com as resoluções da Anatel para as modulações UHF e VHF.

Por isso migrar a sua rede para uma plataforma digital pode ser muito ruim se você não planejar e executar a mudança com todo cuidado.

O sistema digital de radiocomunicação oferecem uma maior eficiência do espectro e qualidade de voz muito superior à entregue pelo sistema analógico.

A chave para o sucesso da migração é garantir que nada seja esquecido, e, com isso, até mesmo o mais complexo dos sistemas pode ser transformado em uma rede de radiocomunicação digital que cumpra com os objetivos organizacionais das empresas.

Para tanto, se faz necessária a presença de um integrador especialista para garantir que o resultado seja satisfatório.

Sendo assim, fique atento aos 10 passos mais importantes para migrar o seu sistema de radiocomunicação analógico para a tecnologia digital.

Migração para o digital
É possível planejar de maneira inteligente a migração para o sistema digital de radiocomunicação.

#1. Auditoria.

Antes de iniciar o seu plano de migração verifique se você tem um completo entendimento sobre o sistema de radiocomunicação digital, bem como o desempenho que a sua rede atual oferece.

A nova rede digital precisa entregar todos os benefícios do seu sistema atual além dos benefícios do sistema digital e por isso certifique-se de o projeto esteja dentro do esperado. Chamamos essa primeira etapa de raio X, ou seja, entender o que temos, para se planejar o que podemos aprimorar.

#2. Meça.

Compreender o uso de dados em sua rede atual é vital. Além disso, podem existir métricas chave que você não consegue identificar no seu sistema de radiocomunicação atual e é importante que você inclua essas métricas na migração.

Incluir as novas métricas que o sistema precisa responder, junto com os problemas herdados do sistema analógico são de grande importância durante a migração.

#3. Defina.

A partir do momento em que você, juntamente com os especialistas, tiverem uma visão clara do sistema de radiocomunicação existente na sua empresa está na hora de definir os requisitos para que a sua nova rede opere de maneira mais fácil.

Nesse momento a sua empresa já tem o cenário atual do sistema de radiocomunicação e já projeta o cenário do sistema digital no futuro.

#4. Escopo.

O escopo é um passo indispensável na migração de uma rede de radiocomunicação, uma vez que a migração precisa de um mapeamento cuidadoso.

Nunca subestime os detalhes e seja sempre o mais minucioso possível para que o estudo cumpra com o seu propósito e o sistema digital cumpra com os propósitos e expectativas da sua empresa.

#5. Reutilização.

A reutilização dos seus equipamentos existentes é uma grande oportunidade de controlar o seu orçamento. Sendo assim, consulte o especialista para saber quais dispositivos podem ser aproveitados em sua estrutura atual.

Além disso, certifique-se que isso não vá causar nenhum impacto potencialmente negativo para a rede.

#6. Abordagem.

A abordagem de migração que você vai escolher é tão importante quanto à escolha da plataforma de radiocomunicação.

Para isso pergunte-se o que é melhor: uma migração noturna é mais aconselhada ou arriscada? Qual é o risco de que o legado do seu sistema de radiocomunicação e os novos sistemas se interconectarem e operarem em paralelo?

Considere todas as possibilidades, hoje a várias alternativas de interoperabilidade.

#7. Projeto.

Nesse momento a sua empresa já tem uma grande quantidade de informações de auditoria e medição junto com o especialista na migração e têm com isso uma clara compreensão da capacidade tecnológica da nova rede escolhida.

Sendo assim, este é o momento para planejar o projeto e desenhar um processo de migração que se apoia nas necessidades organizacionais específicas das empresas.

#8. Capacitação.

Nunca é demais investir em capacitação. A formação de pessoas chave sobre os benefícios e técnicas operacionais futuras da nova rede de radiocomunicação desempenha um papel fundamental no engajamento das workforces.

Programas de formação profissionais podem – e devem – ser firmados juntamente com o profissional responsável pela migração para que seja assegurada a aceitação e a adoção da nova rede, oferecendo uma experiência positiva para a organização.

#9. Testes.

A prática leva à perfeição. Por isso é preciso certificar-se que todos os possíveis problemas já foram previstos e resolvidos antes da implementação da mudança.

Utilize um pequeno sistema de teste em pequena escala para avaliar os recursos de migração, os resultados e os processos de comunicação da nova tecnologia antes de implantar o sistema em toda a empresa.

#10. Execução.

Após todo o trabalho de pesquisa, levantamento de necessidades, melhorias e capacitação chegou o momento de colocar em prática o plano de migração.

Como sempre, ter uma abordagem inteligente irá ajudar sensivelmente em uma transição segura na tecnologia analógica para a digital.

Prepare-se para as mudanças.

A tecnologia digital já é uma realidade e, a partir de agora uma exigência da Anatel para a implementação de novos projetos de radiocomunicação.

É preciso ter em mente que a tecnologia digital é mais eficaz e sobrecarrega menos o espectro eletromagnético, além de ter melhor qualidade e alcance de sinal.

Se a sua empresa precisa de ajuda na migração das tecnologias, ou na implementação de um sistema de radiocomunicação digital, chame o Grupo Avanzi.

One thought on “Os 10 Passos Para o Sucesso da Migração Para o Digital

Deixe uma resposta