fbpx
Menu fechado

Drone de combate russo Okhotnik aparece na internet

Aeronave não tripulada com capacidade stealth é um dos principais projetos militares da Rússia

Uma imagem do veículo aéreo de combate não tripulado Okhotnik (caçador, em russo) desenvolvido em sigilo na Rússia surgiu nesta semana na principal rede social do país, o VK. Chamado oficialmente de URBK, sigla em russo para “Sistema Não Tripulado de Ataque e Reconhecimento”, a aeronave é um projeto da fabricante Sukhoi iniciado em meados de 2012 a pedido do ministério da defesa russo.

O design da aeronave flagrada na Rússia lembra o de projetos dos EUA (Reprodução)
O design da aeronave flagrada na Rússia lembra o de projetos dos EUA (Reprodução)

Na foto tirada a distância e entre árvores, o drone militar revela sua forma de asa voadora em uma pista de táxi envolta de neve. A mídia nos Estados Unidos, porém, suspeita que a imagem tenha sido deliberadamente “vazada”, já que os russos planejam voar com o aparelho ainda neste ano.

O design do Okhotnik é semelhante ao de aeronaves não tripuladas de alta performance desenvolvidas e testadas nos EUA, como o X-47B da Northrop Grumman e o Phantom Ray X-45C da Boeing, além do britânico BAE Raven e o Dassault nEUROn projetado na França. Além dos controles remotos, essa nova classe de aeronave militar ainda se destaca pela capacidade de realizar ataques furtivos, pois são desenhadas para não serem detectadas por radares.

Em novembro de 2018, uma fonte não identificada do ministério da defesa russo disse à agência de notícias TASS, da Rússia, que o protótipo do Ohkotnik completou os primeiros testes terrestres, incluindo a corrida de decolagem, na unidade da Associação de Produção de Aeronaves de Novosibirsk, que apoia o projeto da Sukhoi. O indivíduo não revelado também contou que a aeronave não tripulada acelerou pela pista e diminuiu a velocidade até parar em um “modo totalmente automatizado”.

Uma imagem anterior supostamente do drone russo surgiu em 2017 como parte de um slide oficial do ministério da defesa da Rússia. A foto de qualidade muito inferior mostrava um design de asa voadora parecido com o do modelo recém-flagrado.

O formato de asa voadora dificulta que a aeronave seja detectada por radares (Reprodução)
O formato de asa voadora dificulta que a aeronave seja detectada por radares (Reprodução)

Uma possível evidência sobre o Ohkotnik surgiu em outro avião russo, um caça Su-57. A aeronave foi fotografada usando marcações únicas mostrando a forma de um veículo aéreo não tripulado voando ao lado da figura de um Su-57 com um relâmpago entre os dois. O jato militar em questão ainda conta uma antena extra na fuselagem, talvez usada para se conectar ao drone.

Paralelamente ao projeto da Sukhoi, outra empresa russa, a MiG, também está trabalhando em seu próprio veículo aéreo militar não tripulado e furtivo, conhecido como Skat, cuja situação atual não é clara. Segundo reportagem do site The Driver, há relatos não confirmados de que este projeto pode ter ajudado no desenvolvimento do Ohkotnik. As duas fabricantes são ambas subsidiárias do grupo United Aircraft Corporation (UAC), controlado pelo governo russo.

Fonte: [ Airway – Uol ]

Receba atendimento direto no Whatsapp
Enviar