fbpx
Menu fechado

Radiocomunicação Digital: Estratégias Para a Migração.

O advento da digitalização das telecomunicações é um processo natural de evolução da tecnologia. O principal motivo da migração é a Gestão do Espectro é a economia de banda, uma vez que onde há um canal analógico é possível abrigar 2 ou 3 canais digitais.

Sob a ótica do consumidor a vantagem é a maior quantidade de aplicativos e funcionalidades que podem ser agregadas ao equipamento. Muitos aplicativos já existem e muitos estão sendo desenvolvidos. No entanto, para que tudo funcione perfeitamente é necessário planejamento estratégico, para se saber quando e como migrar.

Os equipamentos para radiocomunicação digitais hoje disponíveis no mercado são hibridos, ou seja, funcionam em ambiente digital ou analógico. No entanto, para se usufruir dos benefícios da tecnologia digital, é preciso estar 100 por cento migrado, todo o parque.

A Anatel, gestora do espectro, e preocupada com a demanda por banda cada vez maior, criou normas que premiam as entidades que migrarem primeiro com o direito de operar em caráter primário.

A migração para sistemas de radiocomunicação digitais ainda é um grande desafio.
A migração para sistemas de radiocomunicação digitais ainda é um grande desafio.

A expressão operando em caráter primário, significa que em caso de interferências prejudiciais, a entidade que houver migrado para a tecnologia digital (na licença e nos equipamentos) prevalecerá em caso de interferências prejudiciais com sistemas analógicos, que passam a operar em caráter secundário, ou seja, sem direito de proteção contra interferências.

As interferências prejudiciais estão para o universo das telecomunicações como a doença está para o corpo humano.

Considerando que o espectro radioelétrico está passando por um processo inédito de relocação, essas interferências fatalmente o ocorrerão, em grandeza diretamente proporcional a densidade populacional da região de operação do sistema, uma vez que quantos mais “vizinhos” de canal, maior a possibilidade de interferência.

Ante o exposto, há varias estratégias de migração do sistema de radiocomunicação, não havendo certo ou errado, mas sim com maneiras de lidar com o risco que pode ser avaliado por uma consultoria livre de interesses comerciais e independente.

Deixe uma resposta

Receba atendimento direto no Whatsapp
Enviar